Eucalipto

O Eucalipto na verdade tem várias utilidades das folhas produtos e óleos essenciais para alimentos, remédios, produtos de higiene e limpeza.Das flores com a ajuda das abelhas produtos apícolas como mel, própolis,  geléia real e apitoxinas. Da casca o tanino que produz colas e floculantes e os substratos para mudas de plantas. Da madeira celulose para a produção de papel e celulose líquida para a produção de viscose tem tencel para roupas, papel celofane, acetato de filmes e séries para tinta filamento para pneus cápsulas de remédios e estressantes para medicamentos.

E finalmente a madeira sólida para a produção de móveis, brinquedos, construção civil, assoalhos, postes, botões painéis, compensados aglomerados de mdf e hdf, além do carvão vegetal e da lenha para a energia. Compensado Plastificado entre aqui:

Mas para cada uma dessas finalidades existe uma espécie diferente que mais se adapta, às vezes mais de uma já que é preciso se levar em conta também a localização o solo o clima e a região em que está à sua propriedade. O eucalipto é um gênero que possui mais de 700 espécies com uma grande variação entre elas cada uma apresenta suas propriedades e inúmeras opções de uso por isso é importante a escolha da espécie correta. Deve-se prestar bastante atenção quanto às condições locais e as características da matéria prima a ser produzida. Só para você ter uma idéia segundo nos informa o professor José de Castro da Universidade Federal de Viçosa em um dos seus livros se a madeira se destinará a produção de carvão, moirões e dormentes, deve se dar preferência às espécies que produzem madeiras duras e pesadas. Se for o contrário a madeira se destinará à produção de celulose. móveis e pequenos objetos deve se dar preferência às espécies que produzem madeira de menor densidade. Não existe uma espécie que possa ser considerada ideal para todos os usos mas é interessante que você escolha uma espécie que produza mais a adequada para mais de uma aplicação ou dela possa obter mais de um produto final como é o caso do eucalipto urofila e o híbrido urograndis as duas espécies mais plantadas no brasil. No livro o manual prático do fazendeiro florestal comercializada pelo painel florestal na sua loja virtual, existe um capítulo falando das principais espécies de seus usos para ajudar na sua decisão de que espécie escolher antes é preciso saber para quem vamos vender por isso é necessário se fazer uma pesquisa de mercado e avaliar custos valores de venda facilidade de transporte e capacidade de consumo da sua região para os próximos 15 anos! Nunca é demais pedir ajuda de um profissional especializado pois uma escolha ou feita vai acarretar sérios problemas no futuro e prejuízos financeiros. O recado é plante certo na primeira vez sempre. E se você esta procurando Compensado Plastificado entre em https://compensado.com.br/

Pinus- Parte 3. Final.

Temos Ooparca, que era um claro e é pouco resinoso e tem uma densidade média, e também o Taeda que é uma outra espécie também não é  muito difícil identificar ela é nativo dos EUA e Canadá ela é mais firme e mais claro que o Ellioti mas apresenta muitos nós e entrando nessa nossa lista de hoje não tem um Caribeae, que é uma espécie bem resinosa, ela uma dos principais  cultivos é a extração de resina mas também acaba sendo comercializada o taboado dela. E ela já é nativa de regiões mais quentes ela pega da parte dos EAU já mais próximo o México estende até a América Central

Mas no geral o Pinus é uma boa madeira para trabalhar é boa para serrar, para aportar, plena muito bem aceita pregos parafusos de um modo geral não é ruim o problema todo como disse é o tratamento que ele vem fazendo no Brasil.

Aqui no Brasil pelos praticamente implantado apenas no sul e no sudeste e mesmo assim alguns estados acabaram ficando meio que caracterizados por algumas espécies isso por causa das características topográficas e de clima um dos grandes entendedores de pinus infelizmente não está mais entre nós que é o nosso saudoso amigo Estrada quem fazia parte alguns fóruns aí na internet, provavelmente já tenha passado por esse nome em algum determinado momento  infelizmente nosso amigo partiu e nos deixou carente desse tipo de conteúdo. Bom era isso hoje, em breve venho com mais dicas de madeiras. Abraço!
http://www.apreflorestas.com.br/noticias/como-o-pinus-passou-de-madeira-pouco-nobre-para-a-queridinha-do-design/

Pinus- Parte 2

Então porque a nossa madeira não é tão boa assim? A primeira coisa que aqui essa tipo de madeira chega a crescer até dez vezes mais rápido do que no seu país de origem, chegou a crescer pois o coelho chega a crescer mais de dois centímetros por ano com isso o que nós temos uma madeira que é menos densa – ou seja a fibra acaba abrindo mais você tem anéis de

crescimento mas espaçados com isso nós temos uma madeira que enpena mais, nós temos uma madeira que é mais macia, é mais leve que a madeira encontrada por exemplo nos EUA ou no Canadá ainda que por vezes seja uma mesma espécie.

Além disso é muito recente e ainda muito poucos pontos no Brasil que estão processando a opinião de uma forma adequada ou seja cortando as tábuas, cortando as peças autoclavando trabalhando em secagem estufa de um modo geral o que nós temos aí é uma madeira de péssima qualidade então a culpa não é da árvore sim muitas vezes

das etapas do processo do momento que ela recebe. Então entre as espécies não temos o Ellioti que é o mais comum hoje que é o pinheiro americano que é aquele que tem os anéis de crescimento bem distintos quando você olha a tábua, você já consegue ver o desenho do anel de crescimento esse é o Ellioti é o mais fácil que tem identificar e ao mais comuns de todos eles.

Além dos anéis de crescimento ele é caracterizado pela sua cor é um pouco mais amarelado a um pouco é bem resinoso, ele é uma espécie que em empena muito ele costuma canoar.
https://www.leroymerlin.com.br/localizacao

Pinus- Parte 1

Hoje nós vamos falar sobre o pinus, a principal madeira de reflorestamento que nós temos aqui no Brasil.

Então vamos lá vão conferir um pouco sobre essa madeira que o tema é muito mais complexo que você possa imaginar. Como mencionei o tema pinos ele é bastante complexo isso porque porque o pinus na verdade não é uma espécie um aglomerado de espécies, que são comercializadas com esse nome pinus as madeiras são muito semelhantes, as espécies são muito semelhantes em termos de aparência visual, porém características gerais são bem distintas e isso traz muito trabalho para poder identificar. Então hoje eu vou fazer um apanhado geral para conhecer um pouco sobre o pinus são ao todo são mais de 40 espécies que estão distribuídos pelo mundo inteiro, elas não são nativos do brasil mas se adaptaram bem aqui e hoje elas correspondem a 30% da madeira serrada no país. No Brasil nós temos um bom número de espécies sendo cultivados para fins diversos mas nós temos essencialmente 3-4 espécies que acabam se destacando principalmente na produção de taboado, na madeira em geral. Então aquela mesma maneira que a gente vê os americanos usando que nós vemos os japoneses usando é o mesmo pinus ou a mesma espécie que por vezes nós temos à nossa disposição.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pinus_elliottii